Zona Azul Digital SP

A tecnologia sempre está a nosso favor e pode tornar o nosso dia-a-dia mais prático. Você já deve saber que o novo sistema de Zona Azul Digital SP já está em vigor, ele funciona de maneira simples e é uma boa alternativa para oferecer aos motoristas mais comodidade. Quem ainda não conhece muito bem a novidade, daremos algumas dicas para que você aprenda como utilizá-lo.

Todo o processo pode ser feito através do seu celular! Uma das razões pelo qual a prefeitura aderiu a novidade são as fraudes, os preços abusivos cobrados indevidamente e acima da tabela são ações frequentes por parte dos flanelinhas. Somente no ano de 2015 foram deixados de arrecadar mais de R$58 milhões por conta desses problemas.

Zona Azul Digital SP

Zona Azul Digital SP – Adição de Crédito

Vaga Inteligente (Android/iOS)

Para utilizar o Vaga Inteligente, o usuário deverá realizar o cadastro de e-mail, senha e endereço. Após fazer o seu login, você deverá fornecer dados do seu veículo e selecionar a opção “regularizar veículo”. Ao utilizar a opção “Comprar créditos” o usuário pode escolher créditos que variam de valores entre R$10 e R$200.

zona-azul-digital-sp

O crédito ficará à disposição do usuário e ao estacionar em uma vaga da Zona Azul, abra o aplicativo e clique sobre a opção “Utilizar Zona Azul”. A seguir, adicione os dados referentes a placa do veículo e o tempo que deseja utilizar a vaga. À medida que os seus créditos vão esgotando, o aplicativo envia um alerta ao usuário para que ele saiba quando será necessário adicionar mais.

Estacionamento Eletrônico (Android)

Quem já é usuário do Bike Sampa, que é um app para o aluguel de bicicletas, pode utilizar os mesmos dados para efetuar o seu login no Estacionamento Eletrônico. Basicamente o processo de compra de créditos funciona da mesma maneira que o aplicativo citado anteriormente.

Os créditos disponíveis para compra variam no valor de R$10 a R$30. Ao estacionar em um local demarcado para Zona Azul, você deverá utilizar a opção “ativar tíquete”. Uma tela exibirá os valores indicados e você poderá selecionar aquele que mais lhe convém. É possível ativar o sistema de alerta, assim quando seus créditos estiverem prestes a esgotar um alerta será enviado indicando que deve fazer uma nova recarga.

DigiPare

Contando com uma interface intuitiva, o usuário deve fazer o login e utilizar o menu lateral para cadastrar o veículo. Utilizando os dados do seu cartão de crédito, você poderá colocar valores que variam de R$10 a R$50. A previsão para que o DigiPare comece a funcionar em São Paulo é a partir do dia 18/7.

zona-azul-digital-sp-1

Quem estiver interessado, pode buscar por outros aplicativos no Google Play. Estão previstos mais aplicativos para iOS em breve.

Zona Azul Digital – Sobre os preços

Apesar da novidade já estar disponível para os motoristas da capital paulista, os preços não foram alterados, R$5,00 por período, que lhe dará direito a um tempo de 30 minutos a duas horas, dependendo do local em que você estacionar. Também estão disponíveis os pacotes de créditos, sendo que 10 cartões digitais custam R$45,00. A prefeitura planeja inserir pontos de venda de cartões digitais futuramente, também estuda a possibilidade de oferecer a compra em bancas de jornal, descartando a necessidade de o usuário precisar de celular ou internet para utilizar o sistema digital. Será apenas necessário informar apenas o número da placa do veículo e o tempo que deseja permanecer estacionado na vaga.

Se ainda não aderiu ao novo sistema de Zona Azul Digital SP porque não lida muito bem com tecnologia, não se preocupe, os talões de papel ainda continuam valendo em toda a cidade.

Zona Azul Digital – A fiscalização

A partir de agora, o sistema de fiscalização também passará a ser digital, o agente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) só precisa informar em seu equipamento o número da placa e receberá instantaneamente informações sobre as condições do veículo.

A CET também divulgou que só no primeiro dia de funcionamento, o sistema já conseguiu vender 7.284,00 cartões, e destes, 1.163 foram utilizados. O balanço foi divulgado com os dados que foram coletados até as 18 horas. Ainda existem muitos ajustes a serem feitos, mas o sistema já funciona muito bem.


Zona Azul Digital

A Zona Azul Digital é um sistema criado pelo e utilizado nas grandes cidades brasileiras para incentivar a rotatividade de veículos em vagas em locais específicos. O estacionamento nesses locais é tarifado e o usuário pode escolher o tempo que deseja ficar, pagando uma quantia equivalente a isto. Até então, todos os créditos eram adquiridos através de um equipamento eletrônico chamado de parquímetro que conta com um sistema de tíquetes de papel, no entanto uma novidade do momento é o sistema Zona Azul Digital.

Zona Azul Digital

Quem circula por São Paulo, capital já pode utilizar o sistema de Zona Azul Digital que foi implantado pela prefeitura da cidade. A iniciativa teve o intuito de facilitar o acesso as 40 mil vagas rotativas que estão espalhadas pela cidade. Uma publicação no Diário Oficial autorizou a cobrança eletrônica.

Veja Também: Entenda a Zona Azul Digital São Paulo

Aplicativo Zona Azul Digital

Estão disponíveis três aplicativos para serem baixados, um deles é o DigiPare que é compatível com o sistema Android. Há também o Vaga Inteligente responsável por atender tanto usuários do Android quanto do sistema iOS. O SP Cartão Azul Digital está disponível para Android. Todos eles  foram aprovados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), e se o usuário desejar, poderá utilizá-los para cadastrar várias placas através de um só cadastro.

Acesso Zona Azul Digital

Os programas devem ser acessados através de um campo de login, o usuário deverá preencher com CPF/CNPJ, fornecer a sua senha e dados cadastrais. Quando o condutor do veículo estacionar em alguma das vagas da Zona Azul, será necessário informar a placa de veículo e o tempo que pretende adquirir para permanecer no local. A medida que o período se esgote e o usuário precise de mais tempo será possível colocá-los à distância. Um alerta é produzido pelo aplicativo, caso o usuário habilite essa opção, que avisará que seus créditos estão expirando.

Valor Zona Azul Digital

Não foram alterados os preços das taxas a serem pagas para estacionar na Zona Azul após a implantação desse sistema eletrônico, ao pagar R$5 o usuário pode ficar de 30 minutos a 2 horas, o tempo pode variar dependendo do lugar onde estacionou. Os que desejarem, poderão comprar um pacote de créditos que custa R$45 e dá direito a 10 cartões digitais para serem consumidos de acordo com a sua necessidade. Por enquanto os pagamentos só poderão ser feitos por intermédio do cartão de crédito.

Ao inserir os seus créditos, um registro digital de seu automóvel é gerado e a fiscalização pode ser feita através de equipamentos eletrônicos onde é possível monitorar qual o tempo que lhe resta para permanecer no local. Se por algum motivo o agente não conseguir o contato, estará à disposição o número 1188 para realizar a verificação da situação de estacionamento do veículo.

Recarga de Créditos Zona Azul Digital

Ainda haverá uma segunda etapa com novidades planejadas pela prefeitura colocando pontos de venda de créditos digitais ou a possibilidade de fazer recargas em bancas de jornal descartando a necessidade de um celular para usar o sistema. O cliente deverá apenas informar ao estabelecimento a placa do veículo e o tempo que vai comprar, sem a necessidade de retornar à vaga.

Além de ser mais eficiente, o método de pagamento digital é muito mais cômodo para quem está estacionando em vagas da Zona Azul. Ele também previne problemas com cobranças irregulares feitas por flanelinhas ou talões falsificados. Pelas contas da Companhia de Engenharia de Tráfego, somente em 2015, R$58 milhões foram perdidos em função de fraudes. Quem ainda não sabe como utilizar os programas, pode adquirir os talões de papel normalmente, pois estes ainda continuam valendo em toda a cidade.

Zona Azul Digital

Somente no primeiro dia, a Zona Azul Digital conseguiu vender mais de 7 mil cartões, sendo que desses, 1.163 foram utilizados na capital paulista, esse balanço foi divulgado com os números registrados do dia 11/07 (segunda-feira) até às 18h. Quem quiser entender melhor como funcionam os novos aplicativos também pode conferir um artigo feito pelo site Último Segundo que demonstra, através de um passo a passo, a maneira mais simples para utilizá-lo.